Royalty

Escrito por : <b>Hirbis Girolli</b>

Escrito por : Hirbis Girolli

Se você assiste ao telejornal, vê notícias online e não sabe o que é royalty, fique tranquilo.

Como acontece com outros nomes estrangeiros incorporados ao vocabulário brasileiro, é comum ter dúvidas a respeito.

E é para responder às principais que elaboramos este conteúdo.

Logo de cara, vale dizer que o termo é muito usado na economia para falar de franquias e tem tudo a ver com direitos autorais, patentes e concessões.

Quer saber tudo sobre royalty? Então, continue a leitura!

E não perca: no final do texto, sempre respondemos algumas das perguntas mais importantes sobre cada termo do Dicionário Finantor.

O que é royalty?

Royalty é uma palavra derivada da língua inglesa, formada pelo radical “royal”, que quer dizer “real” (do rei) e o sufixo “ity”, que equivale ao sufixo “dade” no português.

No entanto, a sua tradução, nesse caso, não é literal, mas sim remete a um passado distante em que os monarcas cobravam tributos para que a sociedade pudesse usufruir de bens e serviços que pertenciam à coroa.

No mundo atual, o termo royalty é empregado de forma análoga: pagamento de um valor pré-definido de um agente A para um agente B para usar algo que o pertence.

É o que acontece, por exemplo, quando agentes de exploração de petróleo e gás pagam royalties para os estados onde a atividade acontece.

Perceba que ele é semelhante a um pedágio para uso ou exploração de um recurso.

Como funciona o royalty?

Existem vários tipos de royalties além daqueles relativos ao petróleo e ao gás. 

Conforme destacamos logo na abertura do texto, um dos mais comuns diz respeito às franquias.

Vamos supor que, por exemplo, você deseja abrir uma franquia de uma grande empresa de fast-food na sua cidade.

Para usufruir da marca e do suporte oferecido pela rede, você precisa pagar royalties a ela.

O mesmo vale para uma pessoa que patenteia uma invenção ou um artista que compõe uma música.

Nesses casos, quem quiser usufruir dessas obras deve arcar com os direitos autorais.

Dúvidas importantes sobre royalty

Termine de tirar suas dúvidas sobre royalty com estes três questionamentos importantes e suas respectivas respostas:

Quais são os principais tipos de royalty?

Existem, basicamente, quatro tipos de royalties, que se referem às partes interessadas e às variações:

  • Royalties pagos a particulares: é o caso dos valores pagos às franquias de empresas, aos autores de livros, aos compositores de músicas e aqueles pagos pelo uso de marcas e patentes privadas
  • Royalties públicos: é o caso de porcentagens pagas ao governo, como os valores desembolsados por empresas para extração do petróleo
  • Royalties fixos: são valores predefinidos em contrato e que não mudam com o passar do tempo ou sem aviso prévio
  • Royalties variáveis: são quantias que podem mudar dependendo de algumas características. São mais comuns quando indexadas a indicadores como compra e venda de produtos.

Qual é a diferença entre royalties e taxa de franquia?

Se você é dono de uma marca ou pretende abrir uma franquia de uma empresa, é importante saber a diferença das taxas que vai ter que cobrar ou arcar.

A principal distinção entre royalties e taxa de franquia, por exemplo, é a periodicidade do pagamento.

Enquanto o primeiro costuma ser um valor fixo mensal, a segunda é cobrada apenas uma vez – no momento do fechamento do negócio.

Vale lembrar também que a cobrança de royalties no mercado de franchising não é obrigatória e cabe à dona da marca definir se esse percentual vai ser exigido ou não.

Quanto cobrar de royalty?

Não existe nenhuma base de cálculo para determinar o valor a ser cobrado por um royalty.

A dica é analisar um preço que seja competitivo, que não dificulte a expansão no mercado e que seja compatível com a estrutura e o suporte oferecidos ao franqueado.

Uma boa ideia é pesquisar percentuais praticados pela concorrência e simular mecanismos com base em projeções de faturamento e técnicas de Demonstração do Resultado do Exercício (DRE).

Decidir se o royalty vai incidir sobre o faturamento bruto ou se será um valor fixo também é uma escolha importante.

Para saber mais a respeito de finanças pessoais, investimentos e mercado financeiro, você não precisa pagar royalty nenhum. 

Tudo o que você tem que fazer é acessar os conteúdos da Finantor e começar, agora mesmo, a mudar a sua relação com o dinheiro. 

Entenda melhor os principais termos do universo financeiro pesquisando no Dicionário Finantor.

Conhecer esses termos permite que você cuide melhor do seu planejamento financeiro.

E com planejamento financeiro, a vida fica mais fácil.

Hirbis Girolli

Hirbis Girolli

Fundador da Plataforma Finantor

Comentários

    Artigos Relacionados