Liquidez

Escrito por : <b>Hirbis Girolli</b>

Escrito por : Hirbis Girolli

Liquidez é um tópico bastante comum no mercado financeiro, mas costuma gerar dúvidas entre os investidores menos experientes.

Para quem está dando os primeiros passos nesse universo, é fundamental conhecer não apenas o seu conceito, como também avaliar quais aplicações oferecem um melhor retorno nesse sentido.

Neste conteúdo, vamos falar sobre o tema e mostrar a importância que essa variável tem nos investimentos.

Siga acompanhando e tire suas dúvidas sobre liquidez!

E veja também: no final do texto, sempre respondemos algumas das perguntas mais importantes sobre cada termo do Dicionário Finantor.

O que é liquidez?

Liquidez é a facilidade com que se resgata o valor investido em uma aplicação e o seu lucro.

Ou seja, tem a ver com a capacidade de converter o investimento feito em dinheiro em um curto espaço de tempo.

Podemos dizer, portanto, que a liquidez é diretamente proporcional à velocidade de conversão do ativo em capital ou que, quanto mais rápido é o resgate do valor investido, mais líquida é a aplicação.

Por outro lado, um investimento de baixa liquidez é aquele em que é mais difícil e demorado transformá-lo em dinheiro.

Como funciona a liquidez?

Para entender melhor como funciona a liquidez, vamos a dois exemplos práticos de investimentos: um com conversão mais rápida, outro com retorno mais demorado.

No primeiro caso, temos o Tesouro Selic, um título público de liquidez diária, que oferece a possibilidade de resgate D+1.

Ou seja, no dia útil seguinte à solicitação, o dinheiro estará na conta do investidor, o que representa alta liquidez.

Na outra ponta, temos os imóveis, um dos investimentos de liquidez mais baixa, porque você conta com um bem (apartamento, casa ou terreno, etc.) e precisa vendê-lo para que se transforme em dinheiro.

Assim, essa conversão pode demorar, pois é necessário que haja interessados e ainda existe toda a negociação envolvida.

Há no mercado uma série de investimentos em renda fixa e variável e todos eles têm sua liquidez particular.

Produtos como Letras de Crédito, por exemplo, só podem ser resgatados no vencimento, que pode variar de 1 a 5 anos.

Já a tradicional caderneta de poupança tem liquidez imediata: você pode sacar a qualquer momento, sempre que desejar.

Não significa que isso torne um investimento melhor ou pior – é apenas um parâmetro a observar e avaliar de acordo com seus objetivos financeiros.

Dúvidas importantes sobre liquidez

Não há dúvidas de que a liquidez é um dos fatores mais relevantes na hora de analisar um investimento.

Mas outras questões essenciais também precisam ser consideradas, como as que destacamos a seguir.

Qual é a diferença entre liquidez e rentabilidade?

Como vimos, a liquidez tem a ver com a facilidade de conversão do ativo em dinheiro.

Já a rentabilidade representa a taxa de retorno do investimento.

Muitos títulos negociados no mercado financeiro, especialmente na renda fixa, são oferecidos com uma taxa de rentabilidade estimada ou prometida.

Um título do Tesouro Direto que paga 8,25% ao ano ou um CDB prefixado em 6,6% em 12 meses se referem a percentuais de rentabilidade.

Significa o quanto o ativo vai render sobre o valor investido.

Como avaliar a liquidez de um investimento?

Em primeiro lugar, analise as características do ativo.

Na Bolsa de Valores, por exemplo, há ações mais ou menos líquidas – com maior ou menor chance de revenda no mercado secundário.

Quanto aos investimentos de renda fixa, a dica é observar os prazos exigidos para o resgate: quanto maiores eles forem, menor será a liquidez.

No entanto, tenha atenção, pois não há apenas um prazo envolvido, mas três:

  • Carência: período em que o saque não é permitido
  • Vencimento: período em que o investimento precisa ficar aplicado para ter o devido rendimento
  • Resgate: período entre a solicitação do resgate e o recebimento do dinheiro.

Os investimentos com alta liquidez são melhores?

Não necessariamente. Tudo, na verdade, depende dos seus objetivos financeiros.

A poupança, por exemplo, é uma das aplicações com maior liquidez, pois você pode sacar o seu dinheiro a qualquer momento.

Porém, também é um dos investimentos com a rentabilidade mais baixa.

Então, permaneça navegando em nosso dicionário e amplie seu conhecimento sobre o universo financeiro.

Você verá que a conversão para a tomada de decisões mais acertadas em relação ao seu dinheiro é quase imediata.

Confira mais conteúdos como esse para te ajudar a investir melhor.

Entenda melhor os principais termos do universo financeiro pesquisando no Dicionário Finantor.

Conhecer esses termos permite que você cuide melhor do seu planejamento financeiro.

E com planejamento financeiro, a vida fica mais fácil.

Hirbis Girolli

Hirbis Girolli

Fundador da Plataforma Finantor

Comentários

    Artigos Relacionados