Câmbio

Escrito por : <b>Hirbis Girolli</b>

Escrito por : Hirbis Girolli

Você certamente já ouviu falar sobre câmbio em noticiários de economia, não é verdade?

Até mesmo em notícias relacionadas a investimentos e viagens, o termo é utilizado com bastante frequência.

Mas o que significa o câmbio, de fato? Como ele funciona, você sabe?

Para responder a essas e a outras questões, preparamos um material completo para você.

Então, acompanhe e descubra tudo sobre câmbio!

E não deixe de ver: no final do texto, sempre que possível, fazemos um esforço para trazer analogias e metáforas que ajudam a resumir e a fixar melhor cada um dos termos do dicionário Finantor.

O que é câmbio?

Câmbio é o conceito que descreve a troca realizada entre moedas diferentes.

Como você já deve ter observado, cada país ou região tem sua própria unidade monetária, com valores que podem ser divergentes entre si.

Dessa forma, sempre que uma pessoa ou empresa deseja comprar uma unidade monetária estrangeira, deve fazer a troca cambial.

Ou seja, é preciso calcular o quanto cada moeda de um país representa do outro e, então, realizar a operação.

Por exemplo, se 1 dólar americano equivale a 5 reais, um brasileiro deverá desembolsar 500 reais para comprar 100 dólares americanos.

Da mesma forma, se o peso argentino vale R$ 0,75, uma pessoa que vive no Brasil comprará 100 pesos por R$ 75.

A essas transações se dá o nome de câmbio.

Como funciona o câmbio

Assim como acontece com outros conceitos de economia, as negociações cambiais são regidas pela lei da oferta e da procura.

Além disso, a valorização ou desvalorização de uma moeda reflete a situação econômica de um país frente aos demais.

Quando o euro vale mais do que o real, por exemplo, podemos entender que há maior demanda pela moeda da União Europeia (UE) e menos procura pela unidade monetária brasileira.

Por outro lado, também é possível compreender que as políticas econômicas da UE são mais atrativas ao mercado internacional, fortalecendo o bloco.

Em contrapartida, o Brasil estaria desvalorizado economicamente neste cenário que levantamos.

Dúvidas importantes sobre câmbio

A seguir, trouxemos ainda outras importantes perguntas e respostas sobre o tema.

Vamos conferir?

O que é taxa de câmbio?

A taxa de câmbio nada mais é do que a relação do valor de uma moeda por outra.

Então, existe a taxa do dólar, taxa da libra esterlina, taxa do euro, taxa do peso argentino e das demais unidades monetárias.

Todas elas são calculadas em relação a uma moeda.

Poderíamos saber o valor da taxa tendo como base o real, por exemplo.

Como é cobrada a taxa de câmbio?

Considerando que a taxa de câmbio é o “preço” da moeda estrangeira em relação à nacional, ela pode ser definida em duas: de compra e de venda.

A taxa de venda é o valor cobrado pela unidade monetária pelo banco – ou outra instituição financeira autorizada a realizar a operação.

Já a taxa de compra é o valor que a instituição paga pela aquisição da moeda estrangeira.

Então, se você for viajar para os Estados Unidos e precisa comprar dólares, por exemplo, deverá cotar a taxa de venda. Ela será determinada em reais.

Por outro lado, se você já tiver dólares em posse e deseja vender a moeda americana, precisa ver a taxa de compra – também definida em reais.

Quais os tipos de taxa de câmbio?

Existem vários tipos de câmbio, mas os mais conhecidos são:

  • Fixo: determinado pela autoridade monetária
  • Flutuante: segue a lei de oferta e procura do mercado.

No taxa cambial fixa, por exemplo, o dólar poderia ser estabelecido fixamente a R$ 1 pelo Banco Central.

Na política flutuante, que é aquela atualmente praticada pelo Brasil, o preço da moeda americana fica suscetível à sua procura e oferta, além de outros fatores econômicos.

Analogias e metáforas sobre Câmbio: convertendo kilos em onças

A medida de peso em ‘onças’ (ounces em inglês) é amplamente usada nos EUA.

Da mesma forma que o quilograma é indicado pela abreviação Kg, a onça usa Oz. Você já deve ter visto essa abreviação em embalagens de produtos.

Cada quilo equivale a 35,2739 onças. Portanto, uma onça pesa exatamente 0,02835 kg (ou 28 gramas e 350 miligramas.

Nesse câmbio – ou conversão – entre quilos e onças, cada quilo leva vantagem em relação a uma onça.

No câmbio entre moedas ocorre uma situação análoga. Cada dólar vale mais de 5 reais no momento que este texto está sendo escrito.

E essa é uma peculiaridade das conversões em moedas.

Ao contrário das conversões no universo físico das medidas, pesos, volumes, potências, dentre outras – que obviamente possuem uma proporção fixa – a taxa de câmbio entre moedas apresenta variações o tempo todo.

Se uma pessoa tem 100 Kg de ouro e outra 100 Oz desse mesmo metal precioso, o mais rico é o primeiro, em qualquer circunstância.

Por outro lado, se uma pessoa tem 100 mil dólares, outra tem 100 mil euros, uma terceira tem 100 mil reais e uma quarta 100 mil pesos argentinos, teremos que consultar as cotações do dia para ver quem tem mais poder de compra naquele momento.

Gostou do conteúdo? Esperamos que sim!

Então, continue a descobrir mais sobre os principais termos do universo financeiro pesquisando no Dicionário Finantor.

Hirbis Girolli

Hirbis Girolli

Fundador da Plataforma Finantor

Comentários

    Artigos Relacionados