Bolsa de Valores

Escrito por : <b>Hirbis Girolli</b>

Escrito por : Hirbis Girolli

A Bolsa de Valores, cada vez mais, desperta a atenção dos brasileiros.

Para quem tem interesse em entrar no mercado acionário, é fundamental entender o que é e como funciona esse ambiente.

Afinal, é uma boa estratégia diversificar a sua carteira de aplicações e ter investimentos de renda variável para se expor a retornos mais atrativos.

A boa notícia é que você não precisa ser nenhum especialista ou um grande milionário para ter acesso aos conhecimentos básicos e movimentar seus ativos na Bolsa de Valores.

Neste conteúdo, explicamos o que há de mais importante para saber sobre o tema.

E não perca: no final do texto, sempre respondemos algumas das perguntas mais importantes sobre cada termo do Dicionário Finantor.

O que é Bolsa de Valores?

A Bolsa de Valores é um mercado organizado no qual são negociados títulos mobiliários.

Entre eles, o mais conhecido são as ações de empresas de capital aberto.

Ações são pequenas partes de uma companhia, que as coloca à venda em bolsa para captar recursos para financiar seus projetos e operações.

Ao adquirir ações, você se torna também proprietário daquela empresa e pode desfrutar de alguns benefícios, como direito a voto em assembleia e recebimento de dividendos, dependendo da característica do ativo adquirido.

No Brasil, só há uma Bolsa de Valores que negocia ações e outros títulos: é a B3, com sede em São Paulo.

É somente nela, portanto, que ocorre a compra e venda desses papéis.

Como funciona a Bolsa de Valores?

Como você viu no tópico anterior, a Bolsa de Valores é o ambiente onde ocorre a compra e venda de ações e outros títulos.

Mas como isso acontece?

No caso das ações, há dois mercados: primário e secundário.

No primário, uma empresa abre capital (em um processo conhecido pela sigla IPO) e investidores compram ações diretamente dela.

É nesse momento que ela capta recursos, portanto.

A partir daí, esses investidores podem desejar vender suas ações para obter lucro ou realizar outra estratégia.

Quando um investidor negocia com outro, está caracterizado o mercado secundário.

Todas essas operações são regularizadas, fiscalizadas pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e, hoje, ocorrem por meio de plataformas eletrônicas.

Então, para acessar a Bolsa de Valores, você precisa abrir conta em uma corretora e é por meio do sistema dela que emite as ordens de compra e venda, de acordo com a sua estratégia.

Não há como operar sozinho nesse ambiente.

Dúvidas importantes sobre a Bolsa de Valores

Agora que você já conhece o funcionamento básico da Bolsa de Valores, chegou a hora de esclarecer algumas dúvidas comuns sobre o tema. 

Confira!

Como começar a investir na Bolsa de Valores?

O primeiro passo para entrar no mercado acionário é abrir uma conta em um banco ou corretora e transferir o dinheiro para a conta de investimento e dar início às transações.

Como já destacado, as negociações ocorrem pela plataforma digital que permite fazer investimentos online (geralmente, chamada de home broker).

Quais são os riscos de se investir na Bolsa de Valores?

Como todo investimento de renda variável, o mercado acionário tem os seus riscos.

O primeiro deles é o de liquidez. 

Em outras palavras, existe a chance de você não conseguir vender seus títulos por falta de interesse nele naquele momento.

Outro perigo é a desvalorização do ativo, que é quando você compra ações de determinada empresa e ela perde valor de mercado.

Nesse caso, mesmo que haja uma negociação, a venda será por uma quantia menor que a da aquisição e, portanto, haverá prejuízo.

Como se precaver contra os riscos da Bolsa de Valores?

Os riscos são inerentes aos investimentos de renda variável, mas existem maneiras de fazer com que eles diminuam.

Acompanhar tendências, consultar a opinião de especialistas e ir em busca de conhecimento são algumas delas.

Por falar em conhecimento, aqui você tem acesso a inúmeros conteúdos sobre finanças e investimentos.

No tema Bolsa de Valores, por exemplo, vale complementar seu aprendizado e ler sobre:

Venha conferir e mude a sua relação com o dinheiro. 

Entenda melhor os principais termos do universo financeiro pesquisando no Dicionário Finantor.

Conhecer esses termos permite que você cuide melhor do seu planejamento financeiro.

E com planejamento financeiro, a vida fica mais fácil.

Hirbis Girolli

Hirbis Girolli

Fundador da Plataforma Finantor

Comentários

    Artigos Relacionados